Em boletim, médicos afirmam que Bolsonaro apresenta “boas condições”

Foto:Reprodução/TVGlobo

Boletim médico divugado às 14h20 pelo Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, onde o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) está internado desde a manhã desta sexta-feira (7) diz que ele está consciente e em boas condições clínicas. O presidenciável foi esfaqueado durante ato de campanha no Centro de Juiz de Fora.

A previsão de internação é de sete a dez dias. A retomada das atividades da campanha só deve ocorrer em 20 dias.

“O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, internado no Hospital Israelita Albert Einstein na manhã de hoje, 7, encontra-se consciente e em boas condições clínicas. O paciente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde realizou exames laboratoriais e de imagens e foi avaliado por equipe multiprofissional. O tratamento iniciado anteriormente em Juiz de Fora (MG) está sendo continuado. A equipe médica responsável pelo paciente é formada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo e o clínico e cardiologista Leandro Santini Echenique”, diz o boletim.

A transferência de Bolsonaro da Santa Casa de Juiz de Fora para o centro médico da capital paulista foi decidida pela família após médicos considerarem o estado de saúde dele “extremamente estável”. Em sua conta no Twitter, Bolsonaro falou que está bem e se recuperando e agradeceu a família e os médicos.

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou na tarde desta sexta-feira (7) em sua conta no Twitter que está se recuperando após ter levado uma facada durante ato de campanha no Centro de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

“Estou bem e me recuperando”, disse. Depois, em outro tweet, Bolsonaro agradeu a família e os médicos.

Transferência

O voo com o candidato pousou no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, às 9h44 desta sexta. Mais de 20 minutos depois, umaa ambulância levou o candidato do hangar até o helicóptero Águia, da Polícia Militar.

A aeronave o levou em cerca de 5 minutos até o heliponto do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, no Morumbi, bem perto do Einstein.

Lá foi colocado em uma ambulância do próprio hospital e rapidamente levado ao centro médico (a transferência não foi feita diretamente porque seu heliponto está bloqueado).

Fonte: G1

Comentários