Famosos aderem a campanha contra reforma trabalhista

50

Muita gente aproveitou as celebrações do Dia do Trabalho (1º) para dar início a uma campanha virtual contra a reforma trabalhista proposta pelo governo Temer (PMDB). Alinne Moraes, Tatá Werneck, Lázaro Ramos, Nathalia Dill, Camila Pitanga, Paulo Betti e outros atores globais já aderiram à campanha, que também critica as propostas de mudança na Previdência Social.

Os famosos compartilharam fotos nas quais aparecem posando com a Carteira de Trabalho, acompanhada da hashtag #somoscontraareformatrabalhista e #nãodecidampornósporquetemosvoz.

Ambos os projetos tramitam no Congresso. A votação da reforma da previdência está marcada para esta quarta (3), enquanto o  projeto da CLT foi encaminhado ao Senado após aprovação pela Câmara dos Deputados.

 

Sou trabalhador do Brasil, profissional desde 1991. Trabalhei como ator, diretor, produtor, autor, contra-regra, operador de áudio, operador de iluminação, produtor musical, músico, mestre de cerimônias, recreador de hotel e DJ. Desde os meus17 anos, contribuo com a previdência. Pago todos os meus impostos. Me sinto um idiota por não ter nada de volta, porém sou um burguesinho, sempre dopado pela minha condição de ter um salário muito acima da média. Mas não posso omitir, como cidadão, a minha opinião a respeito da REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Questões com essa profundidade, devem ser discutidas arduamente com todos os setores da sociedade, pois avança sobre direitos conquistados com muita luta. Não dá pra ser tocada, por um governo tampão, que se instaurou da maneira que foi. Com o principal ator que comandou os trabalhos na cadeia e o vice que se tornou presidente, tendo participado da mesma negociação criminosa que culminou com o abuso de poder econômico/político que os elegeu. Nem esse congresso, onde a maioria está citada nas delações do maior escândalo de corrupção do mundo, têm qualquer legitimidade para fazer uma reforma dessa magnitude. Estão todos manchados. Toquem a economia, sei lá! Mas reforma da previdência, isso é muito sério. E na classe política, a única coisa que levam a sério, é a proteção de seus interesses e benefícios. #somoscontraareformatrabalhista #nãodecidampornósporquetemosvoz #diadotrabalho

Confira na Integra

 

Fonte: MSN

Comentários