Pular para o conteúdo

Férias antecipadas, travessia de rio, aulas em bar: chuvas intensas dificultam acesso de crianças a escolas no Piauí

As chuvas intensas que caíram no Piauí no primeiro trimestre de 2024 afetaram o acesso de estudantes às escolas da rede básica de ensino em Teresina e pelo menos outros quatro municípios: Massapê do Piauí, São João do Piauí, Patos do Piauí e Milton Brandão.

Férias antecipadas em Massapê do Piauí

Cidade do PI antecipa férias escolares após chuvas inundarem estradas — Foto: Prefeitura de Massapê do Piauí
Cidade do PI antecipa férias escolares após chuvas inundarem estradas — Foto: Prefeitura de Massapê do Piauí

Na última quinta-feira (14), a Prefeitura de Massapê do Piauí antecipou as férias escolares, que ocorreriam em julho deste ano, para o período entre 15 de março a 29 de março. As aulas já estavam suspensas desde 22 de fevereiro devido às estradas danificadas pelas chuvas.

Segundo a gestão, as estradas necessitam de reparos emergenciais para que transporte dos alunos às escolas seja retomado. Além disso, o nível de rios e riachos subiu e diversas barragens transbordaram, o que também comprometeu o acesso de carro a parte das comunidades da zona rural.

“O objetivo da readequação do calendário escolar é garantir que o ano letivo seja devidamente cumprido, de forma que os alunos não sofram prejuízo no aprendizado”, afirmou o prefeito Rivaldo Carvalho (Progressistas).

Aulas suspensas em Patos e São João

whatsapp image 2024 02 27 at 1.09.48 pm
Município do PI que registrou 178 mm de chuva realiza ações emergenciais — Foto: Prefeitura de São João do Piauí

As aulas também foram suspensas em Patos do Piauí e São João do Piauí. Em ambas as cidades as aulas suspensas devem ser repostas, conforme reorganização acordada entre as escolas e as secretarias municipais de Educação.

São João do Piauí registrou as maiores precipitações do Brasil em 19 e 21 de fevereiro (173,8 mm e 178 mm, respectivamente). A secretaria de Infraestrutura da cidade apontou, em 23 de fevereiro, que vários trechos das estradas da cidade se romperam, inviabilizaram o transporte escolar e puseram a segurança dos alunos em risco.

“Apesar dos esforços e trabalho das equipes [da secretaria], as ações emergenciais são condicionadas às diminuições das chuvas, o que não tem ocorrido”, esclareceu o prefeito Ednei Amorim (MDB).

As aulas foram retomadas em 4 de março, depois que a prefeitura conseguiu reparar os trechos de estrada bloqueados. Segundo a secretaria de Educação, os reparos continuam acontecendo.

Em Patos do Piauí, que também sofreu com o aumento expressivo das chuvas, algumas estradas que ligam a zona rural à zona urbana do município ficaram danificadas e o transporte dos alunos ficou impossibilitado.

Em 26 de fevereiro, o prefeito de Patos, Joaquim Neto (PSD), declarou que a maior parte dos estudantes residiam na zona rural da cidade e não poderiam ser prejudicados porque os acessos se encontram intrafegáveis “em vários pontos”.

A prefeitura de Patos do Piauí informou que as aulas foram retomadas em 11 de marçomas cerca de dez comunidades continuam sem acesso à zona urbana, pois cinco linhas do transporte escolar não conseguem passar pelas estradas. Os estudantes realizam atividades remotas para recompor os dias perdidos.

Comentários
Publicidade

Deixe um comentário

Aviso: os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do Portal Integração. É proibida a inclusão de comentários que violem a lei, a moral e os princípios éticos, ou que violem os direitos de terceiros. O Portal Integração reserva-se o direito de remover, sem aviso prévio, comentários que não estejam em conformidade com os critérios estabelecidos neste aviso.

Veja também...

Portal Integração