Publicidades
Polícia

Garota de programa é acusada de dopar e estuprar empresário

O empresário relatou que recebeu uma bebida adulterada ao chegar no apartamento e acabou dormindo por quase 24 horas seguidas

A garota de programa Lídia Nayara de Azevedo foi presa em Copacabana, no Rio de Janeiro, acusada de estuprar um empresário, que não teve nome revelado, e divulgar fotos e vídeos para familiares.

Lídia teria convidado o empresário, que é seu ex-namorado, para seu apartamento com a desculpa de uma suposta reconciliação. No local, ela dopou a vítima e cometeu os abusos sexuais.

O empresário relatou que recebeu uma bebida adulterada ao chegar no apartamento e acabou dormindo por quase 24 horas seguidas. Ele só acordou quando recebeu telefonemas de sua mãe, que revelou ter recebido fotos e vídeos íntimos enviados pela garota de programa.

Aos cometer os abusos sexuais, Lídia chegou a inserir dedos e até um vibrador no ânus do ex-namorado. As imagens também foram compartilhadas em redes sociais. .

Felipe Santoro, delegado titular da 13ª DP, disse que a mulher foi presa temporariamente pelo crime de estupro e  foi levada para o sistema prisional.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo