Publicidades
Tecnologia

Garoto de 12 anos inventa barco capaz de sugar plástico dos oceanos

Com apenas 12 anos de idade, Haaziq Kazi já tem consciência que com nossas atitudes, podemos ajudar a preservar o planeta. Aluno do sétimo ano do ensino fundamental, ele projetou um barco batizado de Ervis, cuja tecnologia é capaz de retirar em massa toneladas de plástico descartado dos oceanos.

O garoto vive em Pune, na Índia e desenvolveu o protótipo de um “super barco” projetado com um sistema de discos, filtros e bombas hidráulicas com capacidade para sugar milhares de objetos sólidos de uma vez.

O conceito de um “barco sugador de lixo” surgiu na mente de Haazi quando ele tinha apenas 9 anos de idade. “Eu vi alguns documentários e percebi o impacto que os resíduos têm na vida marinha. Eu senti que tinha que fazer alguma coisa. Assim nasceu a ERVIS,” explica.

Em uma palestra da TEDx, o inventor explica que o barco antipoluição produz força centrípeta suficiente para sugar os resíduos em alto-mar, que então são separados graças a um sensor que distingue o que é água, o que é vida marinha e o que é plástico, devolvendo o que não é artificial para o oceano.

O jovem indiano apresentou sua ideia em diversas feiras e seminários de ciência mundo afora, como o TEDx, onde chamou atenção de pesquisadores, cientistas e entidades internacionais.

Algo que diferencia o Ervis dos demais protótipos já disponíveis para uso (e ainda não implementados) está no fato de que o super barco é capaz de separar o plástico de acordo com suas dimensões.

O primeiro produzido terá 40 metros de comprimento, 12 metros de largura e 25 de altura, pesando cerca de 600 toneladas. Esse sistema poderá ser replicado em outros barcos ou plataformas.

Até agora, o Ervis ainda está em fase de esboços, mas a iniciativa tem atraído o interesse e a apreciação de muitos e é possível que em breve se torne realidade.

Haaziq tem percorrido o mundo visitando escolas e conscientizado crianças e jovens sobre a importância de ações de combate e redução da poluição plástica, além do seu correto descarte e encaminhamento de detritos para reciclagem.

 

 

Fonte:  Razões para Acreditar

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Artigos relacionados

Fechar