Publicidades
DestaqueOeiras

Oeiras tem sete casos suspeitos e cinco descartados de coronavírus

O diretor do complexo Hospital Regional Deolindo Couto e Unidade de Pronto Atendimento – UPA, Alípio Sady, informou que o boletim de monitoramento mostra que são sete o número de casos suspeitos de coronavírus em Oeiras.

De acordo com o diretor do HRDC, desses sete casos que estão sendo investigados, outros cinco já foram descartados.

Alípio Sady informou ainda que, os sete pacientes que estão com seus casos em investigação, estão internados em isolamento, no Hospital Deolindo Couto, em enfermarias separadas.

Coleta de exames

Em Oeiras, as amostras biológicas dos pacientes são colhidas por uma equipe qualificada e enviadas para análise no LACEN – Laboratório Central, em Teresina, que é a referência do Ministério da Saúde no estado do Piauí, e os dados oficiais registrados pelos municípios em um sistema de notificação da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde.

Dicas de prevenção e orientações

FIQUE EM CASA.

– Lavar as mãos

– A lavagem frequente das mãos é a principal recomendação para se prevenir;

– Higienizar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos a cada vez;

– Esfregar os espaços entre os dedos, o dorso da mão e cavidades (dobras dos dedos e unhas), onde as bactérias podem se alojar;

– Se não houver água e sabão, usar álcool em gel;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção);

– Evitar tocar olhos, boca e nariz. Contato com olhos, nariz ou boca permite que o vírus entre no corpo, gerando infecção. Essas regiões do corpo têm mucosas;

– Cuidados em ambientes com aglomeração de pessoas. Em locais com grande concentração de pessoas é preciso tomar cuidados especiais, preferencialmente, mantenha-se a pelo menos 1 metro de distância de pessoas;

– Se tiver de tossir ou espirrar, cubra o rosto com o braço dobrado. Isso evita que as secreções do corpo entrem em contato com superfícies ou com outras pessoas;

– As mesmas recomendações valem para qualquer local fechado, como o ambiente de trabalho;

– O uso de álcool gel é uma medida eficaz para higienização das mãos, segundo o Ministério da Saúde. No entanto, deve ser considerada uma segunda opção, somente para ocasiões em que não é possível lavar as mãos com água e sabão;

– As máscaras devem ser usadas somente por aqueles que já estão infectados pelo vírus, por profissionais da saúde ou por pessoas que estão com sintomas do coronavírus.

 

 

 

 

 

 

Por Romário Britto com informações do Mural da Vila

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar