Publicidades
Geral

Perícia reconstitui acidente que matou dois integrantes do Salve Rainha

Peritos analisaram velocidades dos veículos envolvidos em colisão.
Acidente aconteceu no dia 26 de junho, na Av. Miguel Rosa, em Teresina.

1496611_701625409862367_1914879789_nPeritos realizaram na noite da quinta-feira (8) a reconstituição do acidente que matou os irmãos Bruno Queiroz e Júnior Araújo, e deixou gravemente ferido o jornalista Jader Damasceno. A tragédia envolvendo os integrantes do coletivo cultural Salve Rainha aconteceu no dia 26 de junho, no cruzamento das avenidas Miguel Rosa com Jacob de Almendra, Centro de Teresina.

Para o Instituto de Criminalística do Piauí, a reconstituição deve esclarecer pontos da investigação, como a velocidade dos carros e qual dos motoristas teria avançado o sinal vermelho. Os laudos devem ficar prontos em 10 dias.

Modelos de carros parecidos com o das vítimas e do condutor que provocou a colisão, um Fusca e um Corolla respectivamente, foram utilizados durante a simulação. Por duas horas, os peritos passaram com os dois veículos pelo cruzamento, em velocidades diferentes, para verificar quantos quilômetros por hora eles estavam momentos antes da colisão.

“Nós passamos com os veículos em várias velocidades para tentar analisar pelas imagens, fazer as comparações e entender qual era a proximidade de faixa de velocidade que os veículos estavam momentos antes do acidente. Com isso, pretendemos sair daqui com dados suficientes para dar toda a dinâmica de movimentação dos dois veículos e dos semáforos, para entender qual era a abertura e fechamento para cada uma das vias”, explicou o perito criminal Rawlinson Ibipiana.

Segundo a coordenadora Instituto de Criminalística do Piauí, Julieta Castelo Branco, as imagens registradas na quinta-feira (7) serão comparadas com as de câmera de segurança colhidas no dia do acidente.

“Esperamos em 10 dias estar com os laudos prontos. Vamos juntar todos os trabalhos ao inquérito policial: do dia do acidente, da reconstituição e da análise do velocímetro, feita pela Universidade Federal do Piauí”, completou.

Fonte: G1 PI

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar