Publicidades
Geral

Piauiense morre após torre de alta tensão desabar na Bahia

As vítimas estavam realizando reparos na torre, provocados por um forte temporal com ventos que tinha ocorrido momentos antes.

Um piauiense identificado como Renilson Alves Silva, de 43 anos, e outros dois operários morreram no domingo,15, após uma torre de alta tensão desabar no município de Simões Filho, na Bahia.

Segundo informações, além dos três mortos outros três operários ficaram feridos. No momento do acidente, as vítimas ouviram um estalo e segundos depois desabaram junto com a torre que tinha 30 metros de altura e pesava 12 toneladas.

As vítimas estavam realizando reparos na torre, provocados por um forte temporal com ventos que tinha ocorrido momentos antes. O grupo trabalhavam para a empresa Assembly e prestavam serviços para à Companhia Hidrelétrica do São Francisco – Chesf.

Entre as vítimas fatais estão:

Jonas dos Santos Silva, 35 anos, natural do Paraná;

Reginaldo Coqueiro da Luz, 41 anos, natural do Maranhão;

Renilson Alves Silva, 43 anos, natural do Piauí, morreu no hospital;

Sobreviventes 

José Bonfim Gonçalves Ferreira, 39 anos;

Carlos André Conceição Amaral, 42 anos;

Lucas (sobrenome dele não foi divulgado).

O piauiense foi socorrido e encaminhado para o Hospital Municipal de Simões  Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu  na unidade de saúde.

Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), onde permanecem na manhã desta segunda-feira, 16.

Por meio de nota, a Chesf informou que aconteceu durante realização de serviço de recapacitação da linha de transmissão Camaçari-Cotegipe. A Companhia lamentou o ocorrido.

A Chesf disse ainda que, ao tomar conhecimento da queda da torre, adotou todas as providências. Ainda em nota, a empresa disse que atua de modo a reforçar o valor da segurança em todas as atividades.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) informou nessa segunda-feira (16/12) que abriu um inquérito para apurar as responsabilidades do acidente.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

 

 

 

 

 

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar