Publicidades
Polícia

Prefeito do Progressistas é preso sob suspeita de crime eleitoral, informa o Ministério Público

Segundo a instituição, também foram encontrados lista contendo o suposto nome de eleitores e valores em dinheiro e em cheque

O prefeito Walter Ribeiro Alencar, do município de Agricolândia, foi preso em flagrante durante os mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Piauí no âmbito de Operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), de nome Ibi Clausus. A suspeita é de crime eleitoral.

Com o gestor foram encontrados suposta lista com o nome de eleitores, além de valores, como R$ 87 mil em dinheiro e R$ 40 mil em cheques. O Ministério Público suspeita que o prefeito iria usar as cifras para a compra de votos.

A primeira-dama Kelly Alencar (PTB) também foi presa em flagrante sob a mesma suspeita. Ela é candidata à prefeitura de Lagoinha do Piauí, cidade vizinha a Agricolândia.

Logo cedo o Ministério Público Estadual, através do GAECO, havia anunciado a deflagração da operação Ibi Clausus, que a princípio cumpriria mandados de busca e apreensão, com o apoio da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI).

“A operação é resultado de um procedimento de investigação criminal que tramita no GAECO/MPPI, a fim de apurar possíveis ilícitos praticados por organização criminosa com atuação em vários municípios piauienses. São 19 alvos nos municípios Passagem Franca, Teresina, Agricolândia, Barro Duro, São Pedro do Piauí, Demerval Lobão e Lagoinha do Piauí”, informou a instituição.

_Registro do Tribunal de Contas de quando do flagrante (Imagem: Divulgação) 

“A investigação, conduzida pelo GAECO, apura desvio de recursos públicos, organização criminosa, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e fraude à licitação, envolvendo contratos de empresas com o município de Passagem Franca, no período compreendido entre os anos de 2013 a 2020”, também segundo a instituição.

O alvo principal da operação é o município de Passagem Franca, gestão do prefeito Raislan Farias. O prefeito de Agricolândia Walter Alencar, no entanto, manteria contratos suspeitos na gestão do suposto ‘colega de negócios’. Ao ser alvo de mandado de busca e apreensão, as autoridades se depararam com supostos crimes eleitorais. Fechou o cerco.

NÚCLEO DE INTELIGÊNCIA DO TCE NA OPERAÇÃO “IBI CLAUSUS”

Ao todo quatro equipes do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) participaram das operações de busca e apreensão, informou a Corte de Contas.

“O Núcleo de Gestão Estratégica da Informação do TCE-PI encaminhou relatórios técnicos ao GAECO que auxiliaram a investigação, com o apontamento de indícios e com a oferta de evidências de irregulares em desfavor da Administração Pública”, informaram.

“Os auditores do TCE participaram das buscas em Passagem França, Agricolândia, Teresina e Lagoinha do Piauí, para auxiliarem na efetividade das buscas e produção do conhecimento”, pontuaram.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Cidade Verde

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar