Publicidades
Regional

Professor é preso suspeito de manter mulher e filho de três meses em cárcere em Simplício Mendes

Um professor de química da rede pública municipal de Simplício Mendes, a 416 Km ao Sul de Teresina, foi preso na noite dessa quarta-feira, 25, suspeito de violência doméstica e de manter a mulher, de 21 anos, e o filho, de três meses, em cárcere privado. O caso foi denunciado por vizinhos. É o segundo caso de cárcere privado em dezembro. Em Altos, uma professora de 38 anos denunciou a Polícia Civil do Piauí que foi mantida em cárcere privado por oito dias dentro da própria residência.

“Os vizinhos acionaram à polícia depois de ouvir a mulher pedindo socorro. Quando os policiais chegaram à residência, a mulher apresentava sinais de agressão. Ela disse que o marido não a deixava sair de casa há quase um dia”, contou o tenente Diego Damata.

A mulher relatou à polícia que foi alvo de socos e que foi ameaçada com uma faca.

De acordo com a polícia, o suspeito, que tem 35 anos de idade, estava violento e não admitiu manter a mulher e o filho em cárcere. “Ele não confessou. Ele estava muito agressivo, aparentemente embriagado. Resistiu à prisão. Chegou a agredir um policial no momento da prisão”, contou o tenente. O professor foi detido na Delegacia de Simplício Mendes.

A mulher e o bebê estão na casa da mãe da vítima. De acordo com a polícia, ela também relatou já ter sido alvo de violência doméstica mas essa foi a primeira vez que buscou ajuda.

O professor foi autuado por violência doméstica e cárcere privado.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Cidade Verde

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar