Sedentarismo: Um malefício para a saúde humana no século XXI

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Ministério do Esporte, realizada em agosto de 2016, mostra que quase metade dos brasileiros são sedentários, totalizando 46% de pessoas. Uma pessoa sedentária é aquele indivíduo que não pratica atividade física suficiente para o corpo e que afeta a saúde. Diferente do que muitos pensam, o sedentarismo não se resume somente a pessoas que estão acima do peso.

Em novembro de 2016 o programa de televisão da rede globo, o Globo Repórter, realizou um mapeamento em todas as regiões do Brasil, fazendo um raio-x sobre os estados que tinham mais pessoas adeptas das atividades físicas e os que continham mais indivíduos sedentários. E também reafirmou a pesquisa do Ministério do Esporte, constatando que metade da população brasileira é sedentária. A cidade de Brasília foi considerada a que existe mais pessoas que são ativas em relação a atividade física com 52,1%. Já a maior cidade do país São Paulo, é campeã no número de sedentários, lá apenas 30,7% das pessoas se exercitam.

De acordo com a Educadora Física Janaina Monteiro, ela destaca consequências que a falta de atividade física pode causar, segundo ela o fato de a cada dia estarmos menos em movimento, acarreta consequências em nosso corpo. “Por exemplo, a perda de flexibilidade/força, resistência muscular, sensação de cansaço excessivo, mau humor, sobrepeso e desequilíbrios hormonais”. Completou.

Academia Popular em Picos – Piauí

A Educadora Física, Janaina Monteiro, também alerta, que o sedentarismo é uma doença, e que é esse comportamento sedentário desencadeia também outras doenças e até mesmo a morte súbita. “As pessoas estão cada vez mais reféns das tecnologias e esquecem de se exercitarem. No entanto, a prática de atividade física é indispensável para uma boa qualidade de vida”. Destacou, Janaina Monteiro.

Janaína Monteiro afirma que não existem métodos para a pessoa deixar de ser sedentária, e sim mudanças de hábitos de vida, como por exemplo, “praticar atividade física regular, sendo a frequência de 5 dias por semana, durante 30 a 60 minutos. Contudo deve-se procurar um médico e um profissional de Educação Física antes de iniciar qualquer treino para orienta-lo”. Ponderou a educadora física.

Estudante de Jornalismo, Paloma Alencar – Foto: Arquivo Pessoal

A estudante de jornalismo da Faculdade R.Sá, Paloma Alencar que pratica atividade física por meio da academia de musculação e o crossfit, destaca a importância da prática regular de atividades físicas. “Uma pessoa que inicia a prática de atividades físicas aos 20 anos, chegará aos 50 ou 60 anos com muito mais saúde e disposição pra vida. É importante porque evitamos inúmeras doenças através dessa prática que além disso aumenta a resistência física para demais atividades corriqueiras”. Ressaltou, Paloma Alencar.

Por Isael Pereira, Andreia Monteiro e Karine Isley de Sousa (Blog- Vem Ver o Semiárido )

Comentários