Publicidades
Tecnologia

Alto consumo de memória RAM do Chrome pode ser resolvido definitivamente no Windows 10

O alto consumo de RAM do Google Chrome pode estar com os dias contados, graças ao Windows 10 May Update 2020 (20H1). Informações do site Windows Latest dão conta que a mais recente atualização do sistema operacional  introduz melhorias que reduzirão o uso de memória de aplicativos Win32 como o Chrome.

Microsoft detalhou que o mais recente update do Windows 10 trouxe o recurso “SegmentHeap” para desenvolvedores, cuja implementação reduzirá o consumo de RAM na versão 2004 do Windows 10 ou mais recente. A empresa confirmou que já começou a usar a funcionalidade no navegador Microsoft Edge baseado em Chromium, com testes iniciais mostrando uma redução de utilização de memória de até 27% na atualização 20H1.

A novidade aparentemente chamou a atenção da Google, e, ao que tudo indica, também será implementada no Chrome. Em uma publicação no Chromium Gerrit, um engenheiro da empresa apontou que a mudança pode economizar “centenas de MB nos processos de utilitários do navegador e serviços de rede, entre outros, em algumas máquinas. Os resultados reais variam muito, com as maiores economias chegando em máquinas de muitos núcleos”, declarou

Microsoft e a Google confirmaram que os resultados reais variam amplamente, o que significa que o desempenho individual pode ser menor ou superior a 27%. O consenso geral é de que a mudança definitivamente reduzirá o uso da memória em alguma medida e proporcionará uma melhor experiência para todos.

Ainda não há informações sobre quando essas melhorias de fato chegarão ao Google Chrome na versão 2004 do Windows 10. É importante ter ciência de que a única forma de se beneficiar de tais novidades é manter seu sistema atualizado.

Fonte: Windows Latest

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar