Publicidades
Geral

Casos de feminicídios tiveram aumento de 7,69% em 2019 no PI

Ainda conforme os dados do relatório, 83 vidas foram poupadas em Teresina. Nos casos de mortes violentas, 73,53% foram através de armas de fogo.

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) divulgou na manhã desta segunda-feira, 13, o Relatório de Criminalidade em 2019, trazendo dados relacionados a homicídios dolosos, roubo seguido de morte; lesão Corporal seguida de Morte, Infanticídio, estupro seguido de morte, feminicídios e entre outros casos.

De acordo com os dados divulgados, as Mortes Violentas Intencionais (MVIS), apresentaram uma redução de 6,73% no Estado do Piauí, sendo 25,60% na taxa da capital. Comparando os números com o ano de 2018, cerca de 83 vidas poupadas em Teresina, e 42 vidas em todo o Estado do Piauí.

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Lucy Keiko, o resultado do relatórios se dá através da integração entre as policiais, que fundamental na redução destes números. “Foi a maior redução dos últimos anos, o que mostra que a segurança no estado do Piauí está no caminho certo”, disse o delegado.

Em 2019, foi constatado uma redução de 19,84% na frequência de casos relacionados a mortes violentas no Piauí. Já em Teresina, observou-se a redução de 25,31% na frequência. Se comparado a 2018, redução de 25,31%. Maior redução na capital desde 2014, com 2014 vítimas a menos nos últimos cinco anos.

Percentuais de mortes violentas por regiões na capital

Ainda conforme os dados do relatório, 83 vidas foram poupadas em Teresina.  Nos casos de mortes violentas, 73,53% foram através de armas de fogo. Os percentuais divulgados mostram também as regiões onde ocorreram casos com maior frequência. A região Sul lidera o ranking com 27%; Leste e Norte contabilizam 24% dos casos; Sudeste 12%; zona Rural com 8% e o centro da Capital com 5% das mortes.

Feminicídios 

De acordo com a Delegada de Polícia Civil, Anamelka Cadena, ao Meio Norte.com, essas reduções refletiram também nas taxas de morte violeta de mulheres na capital. Segundo ela, foi importante observar nessa modelagem, na cidade de Teresina, essa redução ser destacada. Em relação ao período anterior na capital, os números tiveram uma queda de 44,44% nos casos. “Isso mostra a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido no âmbito da SSP e pelas ação preventivas, como Gabinete de Segurança Itinerante, que visa a desconstrução de valores seculares, como machismo, sexismo, patriarcalismo. A gente acredita que essa ações tem surtido esse efeito, fazendo com que as mulheres procurem mais as unidades especializadas, repercutindo nesses feminicídios”, afirma.

Conforme o relatório,  das 242 mortes no Estado do Piauí, 5,38% das vítimas eram mulheres. Ainda de acordo com os dados divulgados, no Piauí, houve o crescimento de 7,69% de feminicídios em relação a 2018, contabilizando um maior número no interior do estado. ”Entendemos que mesmo tento havido essa redução na capital, precisamos estender esse trabalho ao interior do Estado. Nosso trabalho vai ser em focar ainda mais na redução desses índices”, completa a delegada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar