Publicidades
Internacional

Com 83 anos, homem que passou 68 deles na prisão, é libertado nos EUA

Joe Ligon foi a pessoa mais velha nos EUA a ser detida na adolescência e também a que passou mais tempo presa

Após quase sete décadas atrás das grades, Joe Ligon foi libertado de uma prisão da Pensilvânia, aos 83 anos.

Ele foi a pessoa mais velha nos EUA a ser detida na adolescência e também a que passou mais tempo presa. Joe foi preso aos 15 anos acusado de participar de uma série de roubos e esfaqueamentos que resultaram na morte de dois idosos, na Filadélfia, e foi condenado a prisão perpétua.

Ainda hoje, 68 anos após a prisão, ele nega o envolvimento nos crimes.Seu advogado Bradley Bridge disse à CNN que seu cliente afirma que não matou nenhuma das vítimas.

Ele teve a oportunidade de deixar a prisão, mas ele rejeitou a liberdade condicional porque dizia que não podia deixar a cidade se permissão e isso é parte da liberdade para ele.

Ele recusou outra oferta de liberdade condicional em 2017, depois que uma decisão da Suprema Corte dos EUA o tornou elegível. A própria juíza decretou: “Não faz sentido mantê-lo na prisão”.

Com 83 anos, homem que passou 68 deles na prisão, é libertado nos EUA 2

Bridge, que representa Ligon há 15 anos, acabou argumentando que uma sentença de prisão perpétua por um crime que Ligon cometeu quando jovem era inconstitucional. Depois de uma audiência fracassada no tribunal intermediário de apelação da Pensilvânia, o advogado conseguiu levar o caso ao tribunal federal e venceu a questão em novembro de 2020, que finalmente concedeu a Ligon a liberdade sob seus próprios termos em 2021.

Agora que Ligon saiu da prisão, seu trabalho de reentrada na sociedade começou. “A criança que cometeu esses crimes em 1953 não existe mais. A pessoa que saiu da prisão em 2021 tem 83 anos, cresceu, mudou e não é mais uma ameaça”, disse Bridge à CNN.

 

 

 

 

Fonte: Jornal Meio Norte

 

 

 

 

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar