Publicidades
SaúdeMancheteOeiras

COVID-19: Hospital Regional de Oeiras registrou, 50 óbitos e mais de 2mil pacientes recuperados

Dados do Hospital Regional Deolindo Couto em Oeiras da Covid-19 ao longo de todo ano. São números atualizados diariamente em seu boletim com publicações diárias na página oficial da Rede Social do Hospital.  O boletim teve início no dia, 15 abril de 2020, com 1 suspeito de Covid-19 e 0 óbito e 0 internações.

Foram registradas no dia, 24 de abril de 2020, as primeiras entradas de paciente com diagnóstico confirmado de COVID-19 para tratamento clínico, 1 procedente da cidade de Francinópolis e encaminhada através da Regulação Estadual de Leitos do Piauí e dois pacientes residentes no município de Oeiras.

Os primeiros casos de óbitos relacionados a covid-19 foram registrados no dia, 25 de junho de 2020 com duas pacientes do sexo feminino uma residente no município de Oeiras e outra em Isaías Coelho.

Durante todo esse período os números cresceram em grandes proporções apesar das infraestruturas para atender as demandas de pacientes com a covid-19 nos últimos dados do boletim, Covid-19 atualizado temos os seguintes dados atualizados no dia, 28 de dezembro de 2020.

Dados atualizado de 15/04/2020 a 28/12/2020

O Hospital Regional de Oeiras já registrou 50 óbitos de paciente com covid-19 durante a pandemia no ano de 2020, destes óbitos registrados, 21 eram residentes no município de Oeiras.  Foram recuperados 290 pacientes nas enfermarias e UTIS da ala Covid-19 e foram acompanhados o monitoramento de 1.831 pacientes em isolamento domiciliar com as equipes de Atenção Básica em Saúde do município um total de 2.121 pacientes recuperados da covid-19.

COVID-19: Hospital Regional de Oeiras registrou, 50 óbitos e mais de 2mil pacientes recuperados 2
Alípio Sadi – Diretor Hospital Regional Deolindo Couto – Oeiras/PI

O diretor geral do Hospital Regional Deolindo Couto e UPA-24/h de Oeiras, Alípio Sady, recomenda para população ficar atenta aos protocolos recomendados pelas instituições de saúde. “Sabemos que final de ano é tempo de confraternizações com familiares e amigos, mas não podemos deixar de lado esse inimigo invisível que está presente de forma silenciosa onde menos imaginamos é a COVID-19. Sejam vigilantes e principalmente as pessoas que são do grupo de risco fiquem atentos aos cuidados para evitar o contágio da COVID-19.” Concluiu o diretor, Alípio Sady.

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar