Publicidades
Brasil

Covid-19: taxa de transmissão no Brasil é a 6ª menor entre 75 países

Segundo o Imperial College de Londres, Brasil atingiu a menor taxa de transmissão do coronavírus desde abril de 2020

Após atravessar a pandemia de coronavírus com taxas elevadas de transmissão, o Brasil começa a se ver em uma posição mais positiva nos levantamentos do Imperial College de Londres sobre o avanço da Covid-19 no mundo. Dados divulgados no início dessa semana indicam que o país atingiu, segundo a instituição britânica, taxa de transmissão de 0,60, a menor desde abril de 2020, quando os dados começaram a ser tabulados. O Imperial College monitora a pandemia em 75 nações, e o número divulgado nessa segunda-feira (11/10) deixa o Brasil com a 6ª menor taxa entre esse grupo.

De acordo com a metodologia adotada pela instituição para calcular a taxa de transmissão, o 0,60 significa que cada 100 pessoas infectadas pelo coronavírus transmitem a doença para outros 60 indivíduos. A margem de erro pode colocar o dado entre 0,24 e 0,79.

O dado é positivo porque o Brasil passou a maior parte da pandemia com o chamado índice Rt próximo ou acima de 1, o que indicava que cada 100 infectados passavam a doença para mais de 100 pessoas, revelando contágio descontrolado.

Veja a lista de países com seus índices Rt e a previsão do Imperial College de mortes para a próxima semana (que, no caso do Brasil, é de 1,6 mil óbitos):

taxa de transmissão da Covid-19 em 75 países

dados do Imperial College London

País mortes registradas na última semana previsão de mortes para esta semana R_t (taxa de transmissão) intervalo da taxa de transmissão
Afeganistão 9 9 (3 – 20) 0,76 (0,23 – 1,77)
África do Sul 539 379 (292 – 731) 0,75 (0,63 – 1,39)
Albania 49 50 (29 – 73) 0,95 (0,66 – 1,26)
Alemanha 416 416 (347 – 489) 1 (0,89 – 1,25)
Algeria 31 25 (10 – 50) 0,66 (0,40 – 1,47)
Angola 44 51 (28 – 71) 0,93 (0,42 – 1,10)
Arábia Saudita 21 19 (10 – 40) 0,86 (0,50 – 1,78)
Argentina 140 93 (47 – 133) 0,49 (0,12 – 0,64)
Armenia 177 208 (175 – 249) 1,21 (1,06 – 1,55)
Azerbaijão 95 79 (57 – 120) 0,82 (0,66 – 1,17)
Bangladesh 141 119 (77 – 172) 0,85 (0,71 – 1,18)
Belarus 102 104 (83 – 130) 1,03 (0,86 – 1,27)
Belgium 50 45 (26 – 64) 0,82 (0,43 – 1,22)
Bolívia 25 25 (6 – 52) 0,77 (0,11 – 1,04)
Brasil 1636 1,600 (942 – 1,820) 0,6 (0,24 – 0,79)
Bulgária 621 656 (546 – 725) 1,06 (0,93 – 1,19)
Camboja 122 100 (47 – 134) 0,8 (0,55 – 1,04)
Canadá 191 213 (141 – 288) 0,82 (0,48 – 1,16)
Chile 49 45 (26 – 63) 0,89 (0,41 – 1,15)
Colômbia 151 114 (61 – 169) 0,69 (0,24 – 0,82)
Coréia do Sul 68 69 (42 – 97) 1,04 (0,78 – 1,42)
Croácia 94 114 (83 – 151) 1,1 (0,81 – 1,30)
Dinamarca 6 9 (2 – 17) 0,78 (0,23 – 1,33)
Egito 259 276 (234 – 316) 1,06 (0,91 – 1,22)
Emirados Árabes Unidos 13 13 (4 – 30) 0,96 (0,47 – 2,01)
Estados Unidos 8361 7,510 (4,620 – 7,740) 0,65 (0,33 – 0,83)
Etiópia 275 244 (203 – 301) 0,88 (0,68 – 1,07)
Fiji 21 17 (6 – 42) 0,64 (0,28 – 1,77)
França 246 199 (160 – 254) 0,84 (0,71 – 1,11)
Gabão 11 13 (5 – 25) 1,05 (0,32 – 1,82)
Grécia 216 207 (169 – 248) 0,96 (0,81 – 1,14)
Grenada 26 14 (7 – 26) 0,49 (0,21 – 0,91)
Guatemala 277 184 (140 – 223) 0,64 (0,45 – 0,89)
Holanda 23 25 (13 – 38) 0,91 (0,44 – 1,39)
Honduras 125 87 (60 – 115) 0,64 (0,43 – 0,87)
Hungria 76 73 (35 – 98) 1,11 (0,48 – 1,50)
Ilhas Maurício 20 18 (8 – 32) 0,97 (0,42 – 1,53)
Índia 1772 1,690 (1,410 – 1,900) 0,93 (0,84 – 1,07)
Indonesia 478 324 (281 – 393) 0,67 (0,59 – 0,75)
Irã 1490 1,280 (1,160 – 1,380) 0,84 (0,76 – 0,89)
Iraque 193 182 (144 – 226) 0,86 (0,70 – 1,03)
Itália 276 233 (188 – 296) 0,83 (0,70 – 1,02)
Japão 211 188 (97 – 261) 0,81 (0,65 – 1,16)
Kenia 50 41 (26 – 65) 0,78 (0,44 – 1,39)
Líbia 93 80 (56 – 116) 0,97 (0,68 – 1,32)
Macedônia 106 97 (74 – 147) 0,94 (0,74 – 1,41)
Marrocos 128 91 (63 – 127) 0,7 (0,53 – 0,95)
Moldávia 173 200 (154 – 250) 1,16 (0,92 – 1,34)
Mongólia 86 74 (52 – 99) 0,77 (0,37 – 1,04)
Myanmar 251 203 (166 – 267) 0,78 (0,59 – 0,93)
Nigéria 27 18 (8 – 38) 0,75 (0,19 – 1,15)
Nova Caledônia 54 51 (28 – 75) 0,87 (0,57 – 1,28)
Palestina 95 81 (52 – 116) 0,81 (0,63 – 1,08)
Panamá 25 19 (10 – 29) 0,74 (0,33 – 1,01)
Papua Nova Guiné 11 16 (6 – 27) 1,18 (0,53 – 1,72)
Paquistão 256 219 (181 – 260) 0,82 (0,65 – 0,96)
Perú 136 98 (63 – 154) 0,71 (0,31 – 0,84)
Polônia 174 241 (168 – 296) 1,34 (1,09 – 1,61)
Porto Rico 19 16 (8 – 27) 0,65 (0,37 – 1,01)
Portugal 48 55 (33 – 81) 1,16 (0,86 – 1,67)
Reino Unido 787 803 (722 – 1,000) 1 (0,87 – 1,24)
República Dominicana 14 17 (6 – 31) 1,13 (0,30 – 1,78)
República Tcheca 23 33 (18 – 51) 1,38 (0,92 – 2,32)
Romênia 1854 2,550 (2,380 – 3,140) 1,48 (1,31 – 1,64)
Rússia 6497 7,020 (6,630 – 7,580) 1,08 (1,05 – 1,13)
Santa Lúcia 8 9 (3 – 20) 0,48 (0,13 – 1,26)
Sérvia 352 369 (317 – 429) 1,06 (0,94 – 1,21)
Singapura 46 67 (44 – 89) 1,42 (1,06 – 1,83)
Suécia 7 6 (1 – 14) 0,49 (0,16 – 0,98)
Suíça 13 9 (3 – 18) 0,49 (0,20 – 0,89)
Tailândia 677 606 (537 – 681) 0,89 (0,82 – 1,00)
Turquia 1517 1,500 (1,390 – 1,640) 0,99 (0,93 – 1,04)
Ucrânia 1718 2,310 (1,870 – 2,740) 1,29 (1,22 – 1,51)
Uzbequistão 22 21 (12 – 47) 0,9 (0,60 – 2,05)
Venezuela 75 68 (40 – 102) 0,84 (0,42 – 1,04)
Sem “liberou geral”

Antes de marcar 0,60 no monitoramento do Imperial College, o número mais baixo atingido pelo Brasil havia sido de 0,68, registrado em novembro.

A taxa de transmissão calculada pelo Imperial College é nacional, ou seja, não leva em consideração diferenças entre as cidades e a situação do vírus em cada região. O dado, portanto, precisa ser encarado tendo em vista o contexto local, e as boas notícias não significam nenhum “liberou geral”, pois o vírus ainda circula no nosso país e ceifa a vida de centenas de brasileiros diariamente.

Média móvel em tendência de baixa

Os números de óbitos pela doença e diagnósticos de Covid-19 no país se encontram em queda, dado que corrobora a conclusão do Imperial College de que a transmissão está caindo. A média móvel de mortes diárias provocadas no Brasil por Covid-19 caiu para 367 nessa terça-feira (12/10), o menor nível desde 12 de novembro do ano passado, quando foi de 356,9. É a primeira vez em 2021 que o índice fica abaixo de 400.

Na comparação com a taxa verificada há duas semanas, houve queda de 32,5%, o que indica tendência de queda na quantidade de óbitos.

No total, o Brasil já perdeu 601.398 vidas para o coronavírus e registrou 21.590.097 casos de contaminação.

Os números se mostram mais animadores à medida que o Brasil avança na vacinação. Já são quase 100 milhões de brasileiros totalmente imunizados (com duas ou três doses ou a dose única da vacina).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Metrópoles

 

Comentários
PUBLICIDADE

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo