Publicidades
Esportes

Fluminense e Botafogo decidem entrar na Justiça para não jogar Carioca

Em arbitral com oito horas de duração e sem consenso, federação define primeiras partidas da dupla no retorno da Taça Rio para dia 22 de junho. Nova reunião será realizada nesta terça-feira

Depois de a Ferj definir as datas de retorno do Campeonato Carioca, os presidentes de Fluminense, e Botafogo, Mário Bittencourt e Nelson Mufarrej, respectivamente, em contato com a reportagem do GloboEsporte.com, anunciaram que vão tomar medidas para evitar que seus clubes saiam prejudicados.

O Fluminense já anunciou que vai para a Justiça para buscar o direito de não jogar. O Alvinegro deve seguir o mesmo ru

mo. A dupla ainda não voltou a treinar presencialmente desde o início da pandemia do coronavírus, mas tiveram jogos definidos para o dia 22. A segunda partida, respeitando período de descanso idêntico ao dos outros clubes, seria dia 26.

A Ferj ainda espera chegar a consenso na continuação desta reunião, às 20h desta terça-feira. É possível até que a data das partidas dos dois clubes seja revista.

É uma decisão de profunda desconexão com a realidade. Infelizmente, a maioria dos clubes no arbitral entendeu ser o momento de voltar a disputar jogos, a despeito do cenário caótico vivenciado. Fomos contrários. Além disso, a preparação física, após longo período sem contato com bola, precisa de um trabalho adequado. Acionei o Departamento Jurídico assim que acabou o arbitral. O Botafogo vai buscar defender os seus interesses caso as datas apresentadas sejam confirmadas. O futebol impacta sobremaneira a vida das pessoas e a mensagem para a sociedade que se deveria passar, nesse momento, não é de competição ou disputas – afirmou Mufarrej.

Durante cerca de oito horas de arbitral, Mário e Mufarrej mantiveram o posicionamento de não aceitar jogar em junho, como recomendou o Ministério Público do Rio de Janeiro. Mas a Ferj, baseada na decisão da maioria, definiu o retorno do Estadual já para esta semana, com o jogo entre Flamengo e Bangu na quinta-feira. A tabela, por ora, tem caráter sugestivo e pode ser alterada diante de uma decisão do Governo ou da Prefeitura. Ou quem sabe da Justiça.

Se Botafogo e Fluminense não entrarem em campo com os jogos marcados, a dupla corre o risco também de a atitude ser considerada como abandono do torneio. Nesse caso, o regulamento geral de competições da Ferj em 2020 prevê severas punições. O artigo 9º §2º diz:

“A associação que pelo descumprimento do disposto no caput, desistir ou abandonar o campeonato estadual da categoria de profissionais será penalizada com multa e rebaixamento para a categoria, divisão ou série imediatamente inferior, no ano seguinte, em se tratando das Séries A e B, ou ficará impedida de participar no ano seguinte, em se tratando de associações da Série C”.

Fluminense e Botafogo decidem entrar na Justiça para não jogar Carioca 2

Faltando duas rodadas para o fim da fase de grupos da Taça Rio, o Botafogo e Fluminense mantém chances de classificação para a semifinal. O Alvinegro é o quarto colocado do Grupo A com quatro pontos, empatado com o Bangu, em terceiro, e dois atrás do Boavista, em segundo, posição que vale a última vaga da chave. Por sua vez, o Fluminense lidera o Grupo B com nove pontos, mas ainda não está matematicamente garantido porque o Volta Redonda, terceiro lugar com quatro pontos, pode chegar a 10 e ainda enfrenta os tricolores.

O Fluminense também pode carimbar uma vaga direto para a final do Estadual através de melhor campanha geral, posto que ocupa atualmente com 24 pontos, dois a mais que o Flamengo. Mas para isso, o rival e concorrente direto, que venceu a Taça Guanabara, precisaria conquistar também a Taça Rio. Caso outro clube ganhe o returno, ele é quem fará a grande decisão com o Rubro-Negro.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar