Publicidades
Esportes

Golaço de Max dá vitória e premia transpiração da garotada do Flamengo na estreia no Carioca

Time domina as estatística, mas esbarra na pouca criatividade e alguns erros de escolha. Gol no último lance premia determinação dos jogadores

Menos de uma semana após o título do Brasileiro, o Flamengo voltou a campo na noite de terça-feira, no Maracanã, para a estreia no Carioca. Saíram os medalhões e entraram os garotos. Com um time titular de 19,4 anos de média de idade, o golaço de Max, no último lance do jogo, deu a vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu e premiou a transpiração rubro-negra.

Max se emociona ao comemorar seu gol contra o Nova Iguaçu — Foto: André Durão

Apesar de estar só com garotos em campo, o cenário da partida foi parecido com a maioria dos jogos do time principal. Mais posse de bola e um adversário recuado e em busca de contra-ataques. Outra semelhança foi a intensidade na tentativa de fazer pressão na saída de bola.

Apesar do maior volume, faltou um pouco de criatividade, verticalidade e melhores escolhas na hora de concluir as jogadas. Muniz, por exemplo, chegou de cara para o gol e o passe para Lázaro empurrar para a rede não saiu na medida. Ótima chance desperdiçada.

Daniel Cabral também teve duas oportunidades, mas não conseguiu converter em gol. O Nova Iguaçu deu apenas duas finalizações na direção certa. Em uma delas, Gabriel Batista só olhou a bola acertar o travessão. O Flamengo terminou a partida com 61% de posse de bola e 14 finalizações (seis na direção do gol).

– Os números do jogo retratam o resultado. Se tivesse que sair um vencedor, seria o Flamengo, por tudo que criou, teve mais posse de bola. Claro que percebemos certo nervosismo, mas acho que eles foram guerreiros, controlaram isso e mostraram que são capazes de representar o Flamengo – disse o técnico Mauricio Souza.

Garotada “cascuda”

Apesar da média de idade muito baixa, apenas um jogador do time titular fez sua estreia no time profissional, o atacante Thiaguinho. Alguns jogadores tiveram uma boa atuação, como Noga, Natan e Gomes.

O herói, aquele que decidiu o jogo, só entrou aos 4 minutos do segundo tempo. Um dos que fez a estreia profissional, Max iniciou nervoso. Mais errou do que acertou. Mas quando acertou… O meia mandou um chute perfeito de longa distância e acertou o ângulo.

Foi o último lance. Vitória garantida na estreia e moral para a garotada, mas na próxima rodada, sábado, contra o Macaé, o time começará a ganhar o reforço de algumas caras mais conhecidas, como Michael, Pepê e Hugo Moura.

Ainda em recuperação de uma fratura em um dos dedos da mão, o zagueiro Bruno Viana ainda não poderá fazer sua estreia.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo