Publicidades
Geral

Hospital troca corpos e erro faz família realizar dois velórios em cidade do Piauí

Instituto Natan Portela entregou corpo errado para familiares de idoso, que tiveram de fazer enterro duas vezes

O idoso de 68 anos identificado como Boa Ventura Pereira da Silva morreu na manhã da última quinta-feira, 10, em decorrência da Covid-19, entretanto, um erro no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela trocou seu corpo por outro e a família acabou enterrando a pessoa errada.

Quando Boa Ventura morreu, a família fez o reconhecimento e contratou uma funerária para levá-lo a Alto Longá. A empresa foi buscar o corpo já de tarde. Na cidade realizaram um cortejo e em seguida o enterraram. Como morreu de Covid-19, não puderam mais ver o corpo antes do enterro.

Passadas três horas após o enterro funcionários do hospital entraram em contato com a família de Boa Ventura para informar que o corpo enterrado não era o dele. Assim, a funerária foi acionada novamente, agora para desenterrar o defunto e retorná-lo a Teresina.

Familiares do idoso fizeram um novo reconhecimento do corpo de Boa Ventura e finalmente o levaram para Alto Longá, onde tiveram que realizar um segundo velório.

Em nota enviada à imprensa, a direção do Instituto Natan Portela lamento o ocorrido e diz que vai abrir sindicância para descobrir como esse aconteceu.

NOTA – IDTNP

“A direção do Instituto Natan Portela lamenta profundamente o episódio e pede desculpas pelo transtorno gerado aos familiares.

A direção esclarece que foi aberta uma sindicância para saber  onde o protocolo de identificação de cadáveres foi rompido para esses pacientes.

Tão  logo a gestão do incidente seja concluída, as famílias serão chamadas para uma tratativa a fim de terem conhecimento do que realmente aconteceu.

As equipes de assistência social e de psicologia do Instituto estão acompanhando o lamentável episódio e à disposição para prestar todo o apoio aos familiares das vítimas.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Piauí Hoje

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar