Publicidades
GeralPolitica

Isolamento social do Piauí é ampliado até 22 de junho, mas com regras de flexibilização aprovadas

Em reunião realizada neste sábado (6), o Governo do Piauí decidiu prorrogar até 22 de junho o decreto de isolamento social, ao mesmo tempo em que o Comitê de Operações Emergenciais, criado para traçar estratégias de combate à pandemia de coronavírus, aprovou um plano para reabertura das atividades econômicas no estado. O chamado Pro Piauí (Pacto de Retomada Organizada) será regulado em decreto e apresentado na próxima segunda-feira (8).

Com base na deliberação, o governador Wellington Dias (PT) irá editar novos decretos na segunda (8) estabelecendo novos parâmetros para os primeiros setores contemplados. Segundo o governador, a cada segunda-feira os dados sobre a transmissibilidade do coronavírus no Piauí serão analisados, e com base na evolução deles, novas decisões podem ser tomadas.

Nas redes sociais, o governador revelou que seguindo orientações dos especialistas do Comitê, autorizou a flexibilização do isolamento social para os setores de serviços médicos, psicológicos, fisioterapia, terapia ocupacional e atividades econômicas de baixo impacto epidemiológico, como construção civil e automotivo.

“Isto só é possível graças a uma tendência de redução da proporção do número de infectados e a um aumento do número de leitos de UTI, a partir da chegada de mais respiradores para o Piauí. Mas toda a retomada, quando autorizada, deve ser gradual e segmentada”, declarou Wellington Dias.

Redução do número de infectados

Ainda segundo o Governo do Piauí, dados epidemiológicos do coronavírus no Piauí revelam tendência de redução proporcional no número de infectados, que estaria em ritmo mais lento.

A última pesquisa realizada em parceria com o Instituto Amostragem teria revelado um índice de transmissão da Covid-19 em 0,9. O índice abaixo de 1,0 significa que a transmissão do vírus está em queda no estado.

Quanto aos leitos hospitalares para casos graves, que contam com com ventiladores mecânicos para o tratamento da doença, a taxa de ocupação está próxima de 53%.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar). Um guia ilustrado preparado pelo G1 ajuda a tirar dúvidas.

Fonte: G1 Piauí

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar