Publicidades
Geral

Mais de 1200 detentos realizaram cursos profissionalizantes no Piauí

Capacitação proporciona mais perspectivas e oportunidades para a população carcerária. 09/07/2019 14:53

 

Com o propósito de reintegrar e capacitar os reeducandos do sistema prisional do Piauí, diversos cursos são ofertados nos presídios do estado pelos programas de ensino, como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o Programa de Capacitação Profissional (Procap). De 2015 a 2019, mais de 1200 detentos realizaram cursos profissionalizantes nos estabelecimentos prisionais do Piauí, proporcionado mais perspectivas e oportunidades para a população carcerária.

Um deles é o curso de Corte e Costura Industrial, ofertado pelo Procap, na Penitenciária Gonçalo de Castro Lima, em Floriano. Na unidade, já foram produzidos cerca de 1000 fardamentos para os internos, e distribuídos em unidades como a de São Raimundo Nonato, Campo Maior e Penitenciária José Ribamar Leite.

Para o gerente da Penitenciária de Floriano, João Luiz Ferreira, as oficinas são fundamentais para o processo de ressocialização. “Quando o reeducando trabalha, ele se comporta melhor e se torna mais tranquilo. E, para a ressocialização, é essencial, pois traz benefícios para a unidade, a família e para o próprio interno, pois, quando ele sair, terá com o que trabalhar”, conta João Luiz.

Segundo a coordenadora de Ensino Profissionalizante da Sejus, Alessandra Cordeiro, a capacitação profissional é de suma importância para a inserção dos detentos no mercado de trabalho. “Com as oficinas e cursos, eles já saem com outra perspectiva e aptos a ingressarem no mercado de trabalho. Todos são beneficiados”, relata Alessandra.

O Piauí é o Estado com o maior número de presos estudando no país, conforme números do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Durante todo o ano, reeducandos têm acesso a programas como Pronatec, Projovem Urbano, Encceja, EJA e revisões preparatórias pra o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Dentre os cursos ofertados estão: Horticultor Orgânico, Panificação, Auxiliar de Cozinha, Microempreendedor Individual (MEI), Maquiador, Corte e Costura Industrial, Encanador predial, Pedreiro e Mecânica de Refrigeração e Climatização.

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar