Publicidades
Entretenimento

Neymar não paga R$ 50 mil pelo parto do filho após oito anos, e médico pede perícia

O processo envolvendo os custos do parto do filho de Neymar, 27, Davi Lucca, 8, ganhou mais um capítulo. O médico Herbert Kramer pediu que a Justiça nomeasse um perito para definir quanto ele ainda deve receber. O valor inicial era R$ 51 mil, mas levava em conta os honorários de dois profissionais que atuaram com ele durante o procedimento.

Segundo o blog de Ricardo Perrone, colunista do UOL, a questão voltou a ser discutida porque a defesa da mãe de Davi, Carol Dantas, 26, argumentou que o parto do segundo filho dela -que nasceu no último mês de setembro- foi acertado em R$ 15 mil. Para os advogados, isso prova que o valor cobrado por Kramer em 2011 foi excessivo.

O obstetra afirma que o valor não é referente apenas ao parto, mas inclui os três dias que o profissional teve que manter o consultório em Santos fechado para ficar exclusivamente com Carol, atendendo a um pedido dos pais do garoto. Além disso, está sendo cobrada a despesa com deslocamento entre a cidade do litoral de São Paulo e a capital paulista.

Outra questão apontada pelo médico é que o valor pago ao profissional que fez o parto do irmão de Davi Lucca é inferior ao que foi acordado pela Justiça a ser pago a sua assistente no parto. Segundo o argumento, não faz sentido que o médico receba menos do que aqueles que trabalharam para ele. Procurada, a assessoria do jogador do PSG não se manifestou até o momento.

 

Comentários

Artigos relacionados

Fechar