Publicidades
Esportes

O que mudou de Palmeiras x Flamengo para o maior surto de covid desde o início do Brasileirão

São mais nove casos no Atlético e nenhum jogo adiado. Foram treze desde o reinício da temporada

A posição deste blog sempre foi de adiamento de jogos quando há surtos de covid. Era assim, quando o Flamengo teve 16 casos antes de enfrentar o Palmeiras. A lógica era o adiamento. Naquela ocasião, todos os dezenove clubes entenderam que o Flamengo estava errado, porque havia um acordo prévio para a realização dos jogos, mesmo com casos da doença.

Não pode haver compromisso com o erro.

Continua sendo mais recomendável adiar partidas em que há clubes contaminados e com surtos de covid.

Há inúmeras contradições. Na semana do adiamento de Goiás x São Paulo, com o São Paulo em campo em Goiânia, houve o entendimento dentro da CBF de que os casos diminuiriam depois da quinta rodada. De fato, diminuiram. Só que voltaram. O surto do Flamengo aconteceu logo depois da viagem ao Equador, país que vivia situação grave, com muitos casos por milhão de habitantes.

O início da Libertadores e das viagens internacionais parecia ser o foco.

Hoje, não é assim.

Há quem entenda que o jogo Vasco x Palmeiras foi um dos focos, porque houve quatro vascaínos contaminados e, agora, já há oito palmeirenses.

No Atlético, há nove. Só um jogador, mas oito integrantes de comissão técnica e direção.

Fonte: Globo Esporte
Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar