WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe está aqui para responder às suas perguntas. Fale conosco!
Olá! Como podemos ajudar?
Geral

Piauí aumenta número de detentos inscritos no Enem

O Piauí é referência nacional com o maior número de presos, proporcionalmente, estudando.

A Secretaria de Estado da Justiça do Piauí(Sejus) conseguiu inscrever 522 detentos no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade, de 2019 (Enem PPL). O número foi superior aos 354 de 2018, representando um aumento de 47,45% nas inscrições. As provas do Enem PPL acontecem nos dias 10 e 11 de dezembro.

O Piauí é referência nacional com o maior número de presos, proporcionalmente, estudando. Cerca de 40% dos detentos do sistema prisional piauiense estão envolvidos em atividades e programas educacionais.

A Coordenadora de Ensino Prisional da Sejus, Jussyara Valente, destaca o resultado que engrandece o compromisso da secretaria com a educação e ressocialização.

“Esse crescimento se dá pelo fato de que os reeducandos estão tendo consciência de que a educação liberta e transforma, como, também, a remição de pena, pois todo reeducando que passar no Enem terá garantida remição de 133 dias, o equivalente a 4 meses e meio. Estamos felizes com a manifestação de vontade dos reeducandos. Estou cada vez mais convicta que estamos no caminho correto ao levar educação para dentro das unidades prisionais”, vibrou a coordenadora.

O Secretário de Justiça, Carlos Edilson, ressalta a parceria com a Secretaria de Educação(Seduc) e o objetivo da ressocialização no sistema prisional.

“Temos uma parceria muito boa com a Seduc e um bom investimento na educação prisional. É nosso desejo manter o Piauí em alta na educação, pois ela é capaz de transformar vidas e possibilitar a reinserção social dessas pessoas privadas de liberdade”, comentou o gestor.

Atualmente são trabalhados programas de ensino como o Canal de Educação, EJA, Encceja, Projovem Urbano, além das aulas e revisões para o Enem. Paralelo a isso, também acontecem aulas e cursos profissionalizantes ofertados pelo Pronatec e Procap.

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar