Publicidades
Destaque

Piauí lança plano estadual e prevê vacinação contra a Covid em março de 2021

O governador Wellington Dias explicou que a vacinação será gratuita e caso haja problemas com o fornecimento em âmbito federal, o Estado vai adquirir os imunizantes.

O Piauí saiu na frente e lançou nesta terça-feira, 01 de dezembro, o plano estratégico de vacinação para a covid-19. Com base nos princípios do plano nacional e da região, o planejamento garante a integração, pontos de armazenamento.  O indicativo foi explicitado pelo secretário estadul de saúde, Florentino Neto.

“Sim, vamos ter vacinação em todos os municípios, o Piauí busca fazer sua parte e agir com celeridade, vejamos que embora o Governo Federal esteja ouvindo todos os Estados, e consolidando o plano nacional, o Estado do Piauí debruçou-se sobre sua própria realidade e está hoje apresentando um plano estratégico, o plano reconhece que teremos grupos estratégicos e alvos, o nosso plano faz um estudo da situação hoje das pesquisas que resultarão nas pesquisas que serão aprovadas, podendo assim esquematizar a produção, estágio de testagem, aprovação, nosso plano também desafio o monitoramento, questão orçamentário e operacionalização da campanha. No plano trazemos as estratégias de vacinação, onde todas as esferas estão envolvidas“, disse.

O governador Wellington Dias explicou que a vacinação será gratuita e caso haja problemas com o fornecimento em âmbito federal, o Estado vai adquirir os imunizantes.  “Se houver qualquer problema em relação ao fornecimento, não tenha dúvidas o Piauí vai adquirir”, disse.

O médico José Noronha, que integra o Comitê Técnico do Governo, que elaborou o plano, prevê que os primeiros lotes vacinais sejam disponibilizados em março.  “Temos uma previsão de 3 perspectivas vacinais que estão mais palpáveis, a Astrazeneca provavelmente é que a teremos a resposta mais rápido. Em relação a Astrazeneca temos a perspectiva de 30 milhões de doses, com o início da distribuição dos lotes vacinais a partir de março”, afirmou.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

 

 

 

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo