Pular para o conteúdo

Prefeito no PI é condenado pela Justiça Federal a devolver salários por acumular 5 cargos públicos

O Prefeito de Nossa Senhora de Nazaré, José Henrique de Oliveira Alves, mais conhecido como Zé Henrique, foi condenado pela Justiça Federal do Piauí a ressarcir valores recebidos como professor dos municípios de Boqueirão do Piauí e Nossa Senhora de Nazaré, entre 2003 e 2011.

Procurado, o gestor disse ao g1 que pretende recorrer da decisão. “Estou ciente da sentença e, em diálogo com minha assessoria jurídica, estou confeccionando o recurso, solicitando a reforma da decisão”, afirmou.

“Em 2011 solicitei a exoneração de dois cargos, permanecendo assim como exige e estabelece a lei e a Constituição Federal, dois cargos como professor e um de vereador. Estou tranquilo e ciente de que todos os detalhes e fatos desta ação serão esclarecidos”, completou o prefeito.

A condenação é resultado de uma ação de improbidade do Ministério Público Federal (MPF), que denunciou o gestor por acúmulo de cargos públicos. Segundo o órgão, Zé Henrique chegou a ocupar cinco cargos, o que é proibido pela Constituição Federal.

Conforme a ação, o prefeito acumulou os cargos de professor do Estado do Piauí, professor dos Municípios de Teresina, Nossa Senhora de Nazaré e Boqueirão do Piauí, e vereador do Município de Nossa Senhora de Nazaré por mais de seis anos.

O MPF afirmou que embora o gestor tenha se licenciado do magistério em alguns períodos, para exercer o mandato de vereador, sempre optou pelo recebimento de seus vencimentos de professor.

O órgão destacou que a Constituição Federal permite a acumulação de apenas dois cargos de professor e, em caso de compatibilidade de horários, o exercício concomitante do mandato de vereador.

“Essa era a situação de José Henrique até 2002, quando era professor do Estado e do Município de Nossa Senhora de Nazaré, além de estar no seu primeiro mandato de vereador”, afirmou o Ministério Público Federal em nota.

Contudo, disse o MPF, em 2003, o prefeito se tornou também professor do Município de Teresina e chegou à quinta acumulação de cargos em 2005, após ser nomeado professor do Município de Boqueirão do Piauí.

Ainda segundo o MPF, após ser questionado pelo Município de Nossa Senhora de Nazaré sobre o exercício do magistério em outros lugares, Zé Henrique formalizou os pedidos de exoneração dos cargos de professor de Boqueirão do Piauí e de Nossa Senhora de Nazaré, em 2011.

Com a ação, a Justiça Federal reconheceu que o acúmulo de quatro cargos de professor caracterizou o enriquecimento ilícito e condenou o prefeito a devolver os valores recebidos como salários enquanto ocupou os cargos de professor em Boqueirão do Piauí e em Nossa Senhora de Nazaré, de janeiro de 2003 a meados de 2011.

prefeito nossa senhora de nazare
Zé Henrique, prefeito de Nossa Senhora de Nazaré — Foto: Facebook/Zé Henrique

Fonte: G1

Comentários
Publicidade

Deixe um comentário

Aviso: os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do Portal Integração. É proibida a inclusão de comentários que violem a lei, a moral e os princípios éticos, ou que violem os direitos de terceiros. O Portal Integração reserva-se o direito de remover, sem aviso prévio, comentários que não estejam em conformidade com os critérios estabelecidos neste aviso.

Veja também...

Portal Integração