Noticias

Renan Calheiros ironiza situação de Dallagnol: “não é verdade que ele estaria negociando delação”

"Chegou a hora de mostrarmos que as instituições estão funcionando e a lei é para todos", diz, e marca Deltan Dallagnol e o próprio Sérgio Moro

O ex-presidente do Senado Federal Renan Calheiros (PMDB) usou seu Twitter para tirar sarro da situação delicada em que se encontra o Procurador da República Deltan Dallagnol, que está à frente da Força Tarefa da Lava Jato no Paraná.

Na rede social ele diz: “Todos sabem das minhas discordâncias com @deltanmd, @Rodrigo_Janot e Marcelo Miller. Mas não é verdade que eles estariam negociando qualquer tipo de delação”. Ironiza.

O senador da República usa hastags como #vazajato, #Moro e #Dallagnol, marcando os protagonistas de estranhos diálogos.

Em outro post, o político tasca: “Chegou a hora de mostrarmos que as instituições estão funcionando e a lei é para todos”.

Isso em referência à abertura de investigação pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para apurar tentativa de interferência política de Dallagnol na eleição do Senado Federal, da que o próprio Calheiros desistiu diante de Davi Alcolumbre, atual presidente da Casa.

Renan afirma ainda que já tinha alertado para o que chamou de “conspiração de juízes e procuradores da Lava Jato”.

E defendeu a aprovação da Lei de Abuso de Autoridade, de sua autoria.

Quase duas dezenas de inquéritos já foram abertos no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o político alagoano.

 

 

 

Fonte: 180 Graus

Comentários
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar