Publicidades
Entretenimento

Série inédita explora vida e obra de grandes dramaturgos brasileiros

Nomes como Oswald de Andrade, Plínio Marcos, Oduvaldo Vianna Filho e Hilda Hilst têm a trajetória revisitada

Alguns dos maiores dramaturgos do Brasil têm a vida e a obra analisadas pela série “Caixas Mágicas”, dividida em cinco episódios, com estreia exclusiva no canal Curta!. Nomes como Oswald de Andrade, Plínio Marcos, Oduvaldo Vianna Filho e Hilda Hilst têm a trajetória revisitada, em uma tentativa de estabelecer diálogos entre teatro, cinema e TV, conciliando as linguagens de cada meio.

Apropriando-se de tecnologias utilizadas nas artes, a série apresenta como cenário uma espécie de “caixa mágica”, um espaço em que convergem esses três tipos de representação cênica. Dentro da “caixa”, são exibidos trechos de filmes, imagens históricas e efeitos visuais e sonoros diversos. Em paralelo, as análises são enriquecidas com performances e depoimentos de artistas que, de alguma forma, se relacionam com cada dramaturgo.

O primeiro episódio, “Vitais Alegorias: Oswald de Andrade e ‘O Rei da Vela’” retoma o vigor do multifacetado Oswald de Andrade, através de sua obra teatral mais famosa: “O Rei da Vela”, um marco do teatro brasileiro. Encenada pela primeira vez em 1968, a peça foi um grande sucesso encenado pelo Teatro Oficina, companhia teatral de Zé Celso Martinez Corrêa — que colabora com a série, dando seu depoimento sobre o contexto da época e a potência da obra de Oswald. “Caixas Mágicas” é uma produção da Pacto Filmes dirigida por Rodrigo Campos e viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A estreia é na Terça das Artes, 01/09, às 22h.

Documentário ‘O Astronauta Tupy’ faz retrospectiva da carreira de Pedro Luís 

O documentário “O Astronauta Tupy”, de Pedro Bronz, enfoca a carreira do cantor, compositor e instrumentista Pedro Luís. O filme — cujo título faz alusão ao primeiro disco do coletivo “Pedro Luís e a Parede” — volta à programação do canal Curta! trazendo análises das composições do artista, entrevistas com seus parceiros musicais e relembrando seus shows, discos de sucesso e eventuais fracassos.

Em um percurso por diversas localidades do Rio de Janeiro, o longa refaz a trajetória do artista e sua relação musical com a cidade, costurando um rico acervo de imagens com entrevistas recentes. O próprio Pedro Luís é quem conduz a narrativa. O filme foi produzido por Roberto Berliner, da TV Zero, e viabilizado pelo canal Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A exibição é na Segunda da Música, 31/08, às 22h30.

Segunda da Música – 31/08

22h30 – “O Astronauta Tupy” (Documentário)

Da Zona Sul à Zona Norte, o documentário “O Astronauta Tupy” atravessa a cidade do Rio de Janeiro guiado pela música e pela poesia do artista Pedro Luís, mostrando os grandes sucessos de sua carreira e os músicos que ajudaram a construir essa história. Diretores: Pedro Bronz Duração: 83 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 01 de setembro, terça-feira, às 02h30 e 16h30; 02 de setembro, quarta-feira, às 10h30; 05 de setembro, sábado, às 14h45; 06 de setembro, domingo, 22h25.

Terça das Artes – 01/09

22h – “Caixas Mágicas” – Episódio “Vitais Alegorias: Oswald de Andrade e ‘O Rei da Vela’”

No episódio de estreia, “Caixas Mágicas” traz uma amostra da força do romancista, dramaturgo, ensaísta e pensador Oswald de Andrade, a partir de sua obra teatral mais famosa, “O Rei da Vela”, encenada pela primeira vez em 1968, por Zé Celso Martinez Corrêa e o Teatro Oficina. Com muitos depoimentos, imagens de arquivo e a participação de Zé Celso, além de atores e atrizes do Oficina, o programa procura incorporar a própria natureza cubista, paródica e ácida das imagens da peça para traçar um retrato de seu criador que faça jus à sua personalidade multifacetada.  Diretor: Rodrigo Campos. Duração: 26 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 02 de setembro, quarta-feira, às 02h e às 16h; 03 de setembro, quinta-feira, às 10h; 05 de setembro, sábado, às 18h; 06 de setembro, domingo, 09h.

Quarta de Cinema – 02/09

22h – “Person” (Documentário)

Através de entrevistas com amigos, familiares e pessoas que trabalharam com o cineasta paulista Luiz Sérgio Person, a sua filha, Marina, busca descobrir algo mais do que datas e dados biográficos. Diretor: Marina Person. Duração: 76min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 03 de setembro, quinta-feira, às 2h00 e 16h; 04 de setembro, sexta-feira, às 10h; 06 de setembro, domingo, às 15h15.

Quinta do Pensamento – 03/09

21h30 – “Um Sonho Intenso” (Documentário)

Relato das transformações do processo socioeconômico brasileiro pontuado por interpretações de um grupo de economistas e historiadores que têm em comum o reconhecimento de que os avanços desde 1930 até os dias atuais não foram suficientes para eliminar características fundamentais do subdesenvolvimento brasileiro. Diretor: José Mariani. Duração: 102 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 04 de setembro, sexta-feira, às 01h30 e às 15h30; 05 de setembro, sábado, às 11h35; 06 de setembro, domingo, às 19h.

Sexta da Sociedade – 04/09

21h30 – “Soldados do Araguaia” (Documentário)

“Soldados do Araguaia” é um documentário que se propõe a dar voz às memórias e traumas de recrutas de baixa patente do Exército Brasileiro que combateram na sangrenta e nebulosa Guerrilha do Araguaia. Marginalizados pela historiografia oficial por sua filiação ao Exército, e pelo próprio Exército por suas denúncias contra a corporação, esses personagens encontram aqui uma oportunidade inédita de compartilhar sua versão dos fatos. Da convocação junto às comunidades ribeirinhas e rurais até a dispensa após o extermínio da guerrilha comunista, os relatos dos ex-soldados compõem uma narrativa em que recrutas e guerrilheiros se confundem sob a opressão militar. Diretores: Belisário Franca. Duração: 72 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 05 de setembro, sábado, às 01:35 e às 13h25; 06 de setembro, domingo, às 21h.

Sábado – 05/09

22h30–  “Amazônia Eterna”  (Documentário)

A Floresta Amazônica é hoje um imenso laboratório de experiências sustentáveis que revelam uma nova relação entre homens, corporações e este patrimônio natural imprescindível para a vida no planeta. Lá estão nascendo as diretrizes de um novo modelo econômico mundial: a economia verde. Mas quanto valem os serviços que esta commodity invisível presta para a humanidade? E quem deve lucrar com isso? Em busca destas respostas, o filme mostra iniciativas de sucesso, discute novas possibilidades com especialistas e mergulha numa viagem sensorial pelo cotidiano de quem habita a floresta. Diretor: Belisário Franca Duração: 79 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 30 de agosto, domingo, às 22h30.

Domingo – 06/09

16h40 – “A Influência da Geração Beat” (Documentário)

Saiba como a amizade de Jack Kerouac, Allen Ginsberg e William Burroughs originou o movimento literário da Geração Beat. Do início em Nova York, no final da 2ª Guerra Mundial; passando por São Francisco, Cidade do México, Tânger e Paris; até o fim, 15 anos depois, com a publicação de “Howl” (Ginsberg), “On the Road” (Kerouac) e “Naked Lunch” (Burroughs). O trio criticou a literatura, lançou as sementes da contracultura e influenciou o estilo de vida das sociedades que viriam à frente. Diretor: Xavier Villetard. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar