Publicidades
DestaqueEntretenimentoEventosOeiras

“Um passo a frente”: o artesanato como ressocialização

Neste sábado, 15, aconteceu na praça Zé de Helena, no bairro Jureminha, a exposição de artesanato do projeto “ Um Passo a frente”. A ação é desenvolvida dentro da Penitenciária de Oeiras, iniciado a cinco meses pela acadêmica de pedagogia Kelsylane Maria, o projeto abrange 20 detentos.

06-copia
A estudante começou a escrever sua monografia com o tema “ Intervenção pedagógica no sistema prisional da cidade de Oeiras”, e ingressou como professora voluntária no local, “nas minhas aulas dei abertura para o artesanato que é uma forma deles ficarem menos ociosos, levo jogos educativos, brincadeiras, texto reflexivo… momentos diferentes para pensarem em uma nova vida quando ganharem a liberdade”, explica a estudante.

 

Na exposição de barcos construídos palitos de sorvetes, crochês, animais de gessos, colares e pulseiras a ressocialização é muito importante e vai além de ocupar o tempo e a mente, é também uma fonte de renda, assim explica, a esposa de um dos detentos, “ o dinheiro do artesanato é revertido para as famílias que não conseguem o auxílio, eu tenho um filho pequeno e não tenho como trabalhar, então, sobrevivemos da venda dos artesanatos”, ressalta. As vendas são realizadas dentro e fora da penitenciária.

 
O grupo de capoeira Raízes do Brasil realizou uma apresentação para encerar o evento, assim como o artesanato ela é uma arte que auxilia na ressocialização, “a capoeira tira as criança das ruas, e faz bem a saúde, na questão física e psicológica… A capoeira é uma luta, uma dança, um lazer, é tudo que o corpo e a mente pode transmitir”, descreve o Instrutor Alisson, conhecido como “Barrão”.
“O artesanato pode ser a futura profissão desses detentos, a prisão não é somente para pagarem pelo crime cometido, é também um uma oportunidade de mudarem de vida e serem pessoas melhores”, pontua Kelsylane.

 

Para adquirir ou encomendar alguma peça entre em contato com a Kelsylane através (89) 99450-8700.

 

Por Sandy Swamy

Comentários

Artigos relacionados

Fechar