Publicidades
GeralManchete

Wellington Dias pode implantar “toque de recolher” no Piauí

O governador Wellington Dias (PT) se reúne, nesta terça-feira, 23, no escritório da residência oficial, com membros do Comitê de Operações para acertar o texto final do decreto com restrições e medidas sanitárias de enfrentamento à Covid-19. O documento deve ser publicado ainda hoje e há possibilidade de recuo em regras sobre o fechamento do comércio.

Sobre a reunião, o governador explicou que é importante ouvir os membros da saúde, que estão lidando diretamente com a pandemia, pois são essas pessoas que dão respaldo técnico para o decreto. Dias afirmou que a situação é grave e que a rede de hospitais está chegando no limite de capacidade de ampliação de leitos. “Não queremos chegar ao colapso”, diz.

Ele prometeu ainda que as medidas adotadas serão “tecnicamente viáveis e adequadas para menos transtornos, mas com bom resultado”.  Uma das possibilidade analisadas pelo governador é decretar o chamado toque de recolher, limitando o horário de funcionamento de serviços e estabelecimentos. Outra alternativa seria os chamados “lockdowns” parciais de fim de semana

Ontem, Wellington chegou a anunciar o fechamento de bares, restaurantes, do comércio de rua e dos shoppings até o dia 7 de março, como medida para reduzir o índice de transmissibilidade da Covid-19. Anunciada também a suspensão das aulas presenciais.

A decisão do governo causou reação das categorias, que ao longo da manhã de hoje realizaram protestos em importantes avenidas da capital.

W.Dias recuou?

Em áudio compartilhado em grupos de WhatsApp, o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios, chegou a mencionar que não haverá fechamento algum do comércio, e sim um aumento no rigor da fiscalização a esses estabelecimentos para o cumprimento das medidas higiênico-sanitárias e de distanciamento. Mas ainda não há posicionamento oficial do Palácio de Karnak.

Segundo membros da comunicação do governo, o diálogo com as categorias já encerrou e a palavra agora será do COE.

“Novas medidas somente serão anunciadas oficialmente após esta reunião do COE ampliado. É importante ressaltar que novas ações mais rígidas que podem ser tomadas, tem como objetivo evitar o colapso na saúde e interromper o ciclo de transmissão do vírus no estado. A prioridade será sempre salvar vidas”, informou a Coordenadoria de Comunicação do Estado em nota oficial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar