Destaque

Fachin libera para julgamento denúncia contra Ciro e mais três políticos do PP

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, liberou para julgamento denúncia da Procuradoria Geral da República contra quatro políticos do PP, incluindo o presidente nacional da sigla, o senador piauiense Ciro Nogueira.

Também são alvos da denúncia por crime de organização criminosa o deputado Aguinaldo Ribeiro, o deputado Arthur Lira e o deputado Dudu da Fonte.

Caso a maioria dos ministros da Segunda Turma do STF vote pelo recebimento da ação penal, os políticos passam à condição de réus, e o Supremo inicia diligências para coleta de provas e oitiva de testemunhas.

Ao todo, 12 políticos do PP foram denunciados em setembro de 2017, mas Fachin encaminhou à primeira instância as apurações relacionadas a quem não tem direito a foro privilegiado. Eles são acusado de terem recebido propina de diversos órgãos públicos, incluindo Petrobras e Caixa Econômica Federal, em valores que somados podem chegar aos R$ 380 milhões.

Os crimes praticados também geraram prejuízos os cofres públicos. Estima-se que só na Petrobras, os valores alcancem R$ 29 bilhões.

Os envolvidos negam as acusações da PGR. Ao G1, a defesa do senador Ciro afirmou que não há indícios que justifiquem a continuidade das apurações sobre crime de organização criminosa. Dudu da Fonte apontou a denúncia como “manifestamente abusiva”. Os demais investigados negaram haver provas contra eles.

Fonte: 180 Graus

Comentários
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar