Publicidades
Geral

Filho de lavradores é primeiro lugar em medicina na UFPI pelo sistema de cotas

Oriundo de escola pública, Lucas Oliveira diz que o incentivo que teve na escola foi essencial para vencer as adversidades e seguir nos estudos

O estudante Lucas de Oliveira Santos, de 17 anos, conquistou o primeiro lugar para o curso de Medicina, pelo sistema de cotas, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). Filhos de lavradores da zona rural do município de Pajeú do Piauí, localizado a 412 km de Teresina, e residente no assentamento Lagoa do Mato, Lucas diz que a Unidade Escolar Cipriano Vieira de Sá, onde concluiu o Ensino Médio, foi essencial para vencer as adversidades e seguir nos estudos.

“Desde muito cedo, tive dificuldades para estar presente à escola. Mesmo enfrentando sol, chuva ou até indo a pé para casa, não parei os estudos. O ponto mais próximo de internet fica a 12 km da minha casa, impossibilitando o fácil acesso à pesquisa, mas, com o apoio da escola consegui contornar todas as dificuldades”, relata o estudante.

A Unidade Escolar Cipriano Vieira de Sá atende 284 alunos nos três turnos na modalidade Ensino Médio regular e EJA, concomitante com os cursos de Secretariado e Cooperativismo. De acordo com a técnica administrativa, Vanda Martins Soares Cronemberger, a aprovação do estudante não foi uma surpresa.

“Este ano, ficamos imensamente felizes e orgulhosos com o aluno Lucas Santos. A aprovação já era esperada pela seu histórico de Menção Honrosa e Medalhista na Obmep. Ele chegou até a 3ª etapa da Olimpíadas de Física e sempre foi assíduo no Preparatório Enem via Canal Educação na escola”, disse Vanda.

Ela acrescenta que os estudantes da unidade seguem com atividades que reforçam a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que resultaram em dez aprovações em 2020 nos cursos de Medicina, Ciências Biológicas, Administração, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Matemática. “Nossa escola é igual à maioria das outras rede estadual. Mas procuramos nos empenhar no comprometimento, dedicação e harmonia da comunidade escolar: professores, gestores, servidores, alunos e a família. Isso resulta nas premiações da Obmep e histórico de aprovações no Enem. Realizamos as atividades complementares como a Feira do Conhecimento, Projeto de intervenção com monitoria dos próprios alunos e o Jovem do Futuro que têm nos ajudado muito”, pontua.

Para além dos estudos na unidade de ensino, Lucas criou uma rotina para melhorar seu aproveitamento. “Estudei dez horas por dia, abrindo mão do uso das redes sociais, encontro com amigos, eventos e não só nos períodos de aula, mas também nos feriados. Tudo isso em prol do sonho maior que é cursar medicina na UFPI e, assim, conseguir no futuro dar uma melhor condição de vida aos meus pais”, disse.

Lucas reforça que outro fator para a conquista da vaga foi o incentivo por parte dos professores durante todo o ensino na escola. “Os professores sempre me incentivaram a participar de olimpíadas e atividades extracurriculares. Graças a eles, conquistei premiações em três oportunidades com medalha e menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). Estas conquistas são resultados do meu esforço e dedicação dos meus professores”, comemora o estudante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: CCOM

Comentários

Artigos relacionados

Fechar
Fechar