Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email

Franzé Silva, do PT, é eleito o novo vice-presidente da Assembleia do Piauí

O deputado estadual Franzé Silva (PT) foi escolhido, nesta quarta-feira, 27, em sessão especial, novo 1° vice-presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). O parlamentar foi eleito por 25 votos dados por seus pares, para assumir o segundo cargo mais importante da Mesa Diretora do Parlamento Piauiense.

Franzé Silva, que até então era 3° vice-presidente da Mesa e ocupará a 1ª vice-presidência após a ex-deputada Flora Izabel deixar a Alepi para assumir como conselheira do TCE-PI, destaca que vai atuar para dar celeridade aos projetos que visem ao desenvolvimento social, econômico e melhoria de vida da população.

“É uma grande honra ser escolhido para essa importante função, que traz grandes desafios e responsabilidades. Nosso foco continuará sendo o de ajudar nosso Estado a crescer, se desenvolver social e economicamente, buscando, através do diálogo e equilíbrio, projetos que deem mais dignidade para nosso povo”, pontua Franzé.

Competências do vice-presidente

De acordo com o Regimento Interno da Alepi, ao vice-presidente incumbe substituir o presidente em suas ausências e impedimentos e exercer funções delegadas pelo presidente. O vice terá, portanto, competências designadas à presidência, tais como presidir as sessões; decidir questões de ordem e reclamações; designar Ordem do Dia das sessões; distribuir matérias às Comissões; retirar proposições da Ordem do Dia; despachar requerimentos; determinar arquivamento ou desarquivamento de requerimentos e proposições; entre outras.

Quem é Franzé Silva

Francisco José Alves da Silva (Franzé Silva) nasceu em Buriti dos Lopes. Formado em Ciências Contábeis pela UFPI, é filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) desde sua fundação. Disputou, pela primeira vez, o cargo de deputado estadual em 2018, sendo eleito com 31.526 votos. Atuou como contador; foi diretor do Jornal da Manhã; auditor fiscal da Prefeitura de Teresina. Em 2003, assumiu a Diretoria Administrativa e Financeira da Secretaria de Estado da Educação do Piauí. Nesse mesmo ano, atuou na Comissão que criou a Controladoria-Geral do Estado do Piauí. Foi superintendente de Despesas da Secretaria de Estado da Fazenda do Piauí (2004 a 2009); secretário de Estado da Fazenda do Piauí (dezembro de 2010 a abril de 2011); e secretário de Estado da Administração e Previdência do Piauí (de janeiro de 2015 a março de 2018).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários

Deixe um comentário

Veja também...