Publicidades
DestaqueGeral

Governo do Piauí pagará auxílio de R$ 200 para 15 mil famílias

Cartão Emergencial vai contemplar 15 mil famílias com duas parcelas de R$ 200,00

Um total de 15 mil famílias serão contempladas com o Cartão Sasc Emergencial, que será lançado na próxima quarta-feira, 28, no Palácio de Karnak. O programa abrange famílias que estão no cadastro único e não são atendidas por qualquer programas Federal ou Estadual. “São famílias em situação de vulnerabilidade, consideradas pobres e que têm renda per capita de até R$ 178,00”, disse o secretário da Assistência Social Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), José Santana.

As 15 mil famílias receberão vale alimentação com crédito mensal de R$ 200,00. “Serão duas parcelas de R$ 200,00. Então, o programa vai destinar um total de R$ 400,00 para as famílias, totalizando R$ 6 milhões”, explica o secretário, enfatizando que esse programa é crucial para famílias não contempladas com qualquer outro tipo de benefício de transferência de renda.

Para execução do programa, José Santana destaca a participação e parceria com as Prefeituras. “Vamos mandar a equipe da SASC aos maiores municípios e, posteriormente, a entrega do benefício ficará sob responsabilidade do município.

Cartão PRO Social

Para chegar a essas famílias, José Santana diz que a SASC fez Busca Ativa, visitou os CRAS nos municípios com o objetivo de aperfeiçoar o foco de outro programa, o Cartão PRO Social, que será lançado em agosto, com pagamento prevista para iniciar em outubro.

O programa Cartão PRO Social terá duração de 6 meses, onde serão pagos o valor de R$ 200. “Fizemos Busca Ativa para constatar os dados e fazer cruzamento dos dados e implementar o programa social”, diz, enfatizando que o PRO Social vai iniciar com 8 mil famílias.

Segundo o secretário, os programas Cartão SASC Emergencial e o Cartão PRO Social é para ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade por tempo determinado. “Temos perspectiva positiva, o Governo do Estado faz sua parte no atendimento às famílias e temos esperança, dedicação e muito empenho em viabiliar a saída dessas famílias dessa situação difícil, com a promoção de cursos de qualificação e formação profissional”, diz.

O secretário afirma que a SASC tem Caminhões da Cidadania espalhados por diversas cidades com promoção de cursos profissionalizantes para que as pessoas adquiram uma profissão e possam ser inseridas no mercado de trabalho e até mesmo ter as condições de atuar como autônomo e trabalhar como profissional liberal. O secretário cita ainda as Unidades do SINE no Estado, as plataformas tecnológicas onde a SASC busca fazer a intermediação da mão de obra, facilitando o acesso das pessoas ao mercado de trabalho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Meio Norte

Comentários
PUBLICIDADE

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo