Publicidades
Polícia

Governo expulsa tenente acusada de furtar cartão de crédito de outra policial

A tenente Ledynay dos Santos Costa, que trabalha na Polícia Militar há mais de 10 anos, foi expulsa por definitivo da corporação após responder inquérito que é acusada de furtar cartão de crédito de outra policial. Ontem, após uma maratona de inquéritos, investigações e julgamento, o governador Wellington Dias (PT) determinou a sua demissão.

Ledynay dos Santos Costa foi denunciada no ano de 2011 pelo suposto furto do cartão de crédito da então major Elza Rodrigues Ferreira, hoje, coronel e coordena a Relações Públicas da PM do Piauí. Na denúncia, a tenente, que trabalhava com a major, é acusada de furtar a carteira da colega e usar o cartão de crédito para efetuar compras em shopping da cidade e em posto de combustíveis. No inquérito foram anexadas imagens que mostram a policial nos dois locais.  A investigação reuniu também três laudos periciais referentes à assinatura da acusada, filmagens obtidas pelas câmeras de segurança e ainda a apreensão de material na casa da tenente Ledynay, produtos que teriam sido comprados com o cartão.

A Corregedoria da Polícia Militar investigou o caso e constatou a denúncia. O caso foi encaminhado para o Conselho de Justificação que aprovou a expulsão da oficial. O processo foi julgado pelo Tribunal de Justiça do Piauí que considerou a policial indigna para o oficialato e decretou a perda do posto.

O advogado Otoniel Bisneto, que faz defesa de Ledynay Costa, informou ao portal Cidadeverde.com que irá recorrer da decisão, já que existe uma sentença do desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho que anula a decisão da Polícia Militar, já que a tenente não teve como se defender da acusação. Segundo a advogado, a tenente nega a acusação e teve seu direito de defesa cerceado.

Governo expulsa tenente acusada de furtar cartão de crédito de outra policial 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Cidade Verde

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo