Politica

Homem é preso após marcar encontro com menor no DF



 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um homem identificado por Luiz Carlos do Nascimento de 45 anos foi preso em flagrante no Distrito Federal, depois de marcar encontro com uma menina de 13 anos pela internet.

Luiz Carlos que é marceneiro foi surpreendido nesta quarta-feira (10), ao chegar para o que ele acreditava ser um encontro com a estudante.  A mãe da garota ajudou na operação, se passando pela filha na troca de mensagens e disse que o marceneiro ofereceu de chocolates a sapatos novos para conseguir o encontro.

“Bombom, dinheiro. Ele é tão dissimulado que, como ele trabalha com móveis planejados, ele falou que poderia ir até a minha residência fazer móveis planejados para ela”, relatou a mãe da garota.

A estudante não contou nada para a família, mas a mãe descobriu a ação do pedófilo após conferir o celular da filha que, segundo ela, não desconfiou que estivesse sendo assediada.

Contato pelas redes sociais

De acordo com a polícia, ele se aproximou da menina em uma rede social e conseguiu convencer a menina a passar o número do celular. As conversas continuaram por um aplicativo que a mãe teve acesso e se passou pela filha para prender o homem em flagrante.

“Ele foi encantando ela, falando que ele fez faculdade de engenharia florestal, o sonho dela é ser bióloga, e que ele sonhava em se formar em psicologia para estudar a mente dos jovens”, disse a mãe da estudante.

Segundo a mãe, o homem chegou a perguntar se teria problema conversar com ela pelo fato de ter apenas 13 anos. “Ele começou a chamar ela para a casa dele, para fazer uma visita”, contou a mãe.

Denunciado pela sobrinha

Luiz Carlos vai responder por tentativa de estupro de vulnerável. Essa foi à segunda denúncia contra ele na mesma semana.

Na segunda-feira, a sobrinha dele que tinha sido violentada aos sete anos de idade tomou coragem para denunciar o tio. A jovem, hoje com 15 anos, disse que o tio a estuprava e fazia ameaças – de que mataria a família dela se a menina decidisse contar sobre os abusos que vinha sofrendo.

Segundo o delegado, a menina não tinha denunciado antes por que ele ameaçava matar a família dela.

O marceneiro, que mora em Planaltina, chegou a ser indiciado em 2007 pelo estupro de cinco adolescentes, de 13 a 16 anos, mas a polícia não soube dizer por que ele não foi preso naquela época. Os delegados aconselham os pais a ficarem de olho nas redes sociais dos filhos.

“Podia ter acontecido com a minha filha, se eu não tivesse tomado essa decisão de ter olhado as redes sociais”, disse a mãe da jovem de 13 anos que ajudou a prender o homem.

A polícia acredita que essas não tenham sido as únicas vítimas do Luiz Carlos. Caso alguém identifique o suspeito, pode denunciar pelo 197 ou pessoalmente na 31ª DP, em Planaltina.

Fonte: Meio Norte

 

Comentários
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar