Publicidades
Geral

Laje desaba e mais de 80 torcedores do Palmeiras ficam feridos em SE

Laje desaba e mais de 80 torcedores do Palmeiras ficam feridos em SE 1
Foto -TV Sergipe

Na noite desta quarta-feira (11) a laje de um lava rápido localizado na Avenida Augusto Franco, antiga Rio de Janeiro, desabou e feriu 86 torcedores do Palmeiras que acompanhavam a final da Copa do Brasil 2012. O acidente aconteceu no momento em que a torcida comemorava o gol do bicampeonato do clube.

Segundo informações, aproximadamente 150 pessoas assistiam a partida no local, que havia sido alugado. No térreo havia aproximadamente seis veículos de clientes do lava rápido, que haviam deixado os mesmos no estabelecimento para serem retirados nesta quinta-feira (12).
Um torcedor que não quis ter seu nome identificado revelou que era de conhecimento de todos que havia risco de desabamento, já que no momento da comemoração várias pessoas pediram aos gritos que ninguém pulasse.

“Na hora não passou pela cabeça que algo pudesse acontecer, mas infelizmente a laje veio abaixo e muitos caíram por cima dos outros. Já havia sido avisado que o local não apresentava segurança e mesmo assim eventos eram realizados ali”, afirmou em entrevista ao Bom Dia Sergipe.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas e removeram 23 pessoas que estavam com ferimentos mais graves para cinco unidades hospitalares da capital, sendo o Hospital de Urgência de Sergipe, (HUSE), na Zona Oeste, dois hospitais particulares na Zona Sul e duas Unidades de Pronto Atendimento, uma localizada no Conjunto Augusto Franco e outra na Avenida Maranhão, na Zona Norte.

Outros torcedores que tiveram cortes e escoriações mais leves foram atendidos pelos paramédicos na própria avenida, que teve o trânsito interditado durante o final da noite de ontem e início da madrugada desta quinta-feira (12).

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria Estadual da Saúde, dez pessoas permanecem internadas em estado grave, uma delas, uma jovem de 22 anos, está na Ala Vermelha do HUSE e seu quadro é bastante delicado.

A proprietária do estabelecimento, que não quis gravar entrevista, revelou ao repórter Cléverton Macedo, da TV Sergipe, que alugava o espaço constantemente para eventos, e ficou em choque ao saber do ocorrido, tanto por causa do grande número de feridos, e também devido aos veículos que estavam estacionados no térreo, que eram de clientes do lava rápido, e ficaram parcialmente destruídos. “Não sei como vai ser agora, pois todos os carros eram de clientes e foram danificados. Não sei o que irei fazer para conseguir ressarci-los do prejuízo”, disse.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil irão realizar uma vistoria no local na manhã desta quinta (12). A equipe do G1 Sergipe irá acompanhar a inspeção dos técnicos no estabelecimento e em breve trará outras informações sobre o caso.

G1

Comentários

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar
Fechar